Garantida segurança reforçada na final da Taça de Portugal

| País
Garantida segurança reforçada na final da Taça de Portugal

Foto: Reuters

O ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, revelou na última quarta-feira que o jogo da final da Taça de Portugal, em futebol, será alvo de medidas de segurança reforçadas.

O ministro revelou que a segurança será apertada, como sempre acontece desafio de alto risco, como o do próximo domingo, no Estádio nacional, mas será acrescido de medidas adicionais de segurança.

Este anúncio surge depois dos incidentes ocorridos na última terça-feira na Academia de Alcochete, o centro de treinos do Sporting, em que meia centena de indivíduos encapuzados invadiu o espaço e agrediu jogadores e treinadores, abalou a agremiação centenária.

A Guarda Nacional Republicana (GNR) acabou por deter 23 pessoas que foram indiciadas por crimes de ameaça, sequestro e até um crime de terrorismo.

Ataques que foram avaliados pelo primeiro-ministro como atos de selvajaria que não podem ficar impunes.

António Costa anunciou que vai ser criado um órgão que intitulou de Autoridade Nacional contra a Violência no Desporto.

A informação mais vista

+ Em Foco

No 20.º aniversário da Exposição Universal sobre os Oceanos, a Antena 1 e a RTP estiveram à conversa com alguns dos protagonistas do evento.

    Um dos mais conceituados politólogos sul-coreanos revelou à RTP o modo de pensar e agir de Pyongyang.

    Portugal foi oficialmente um país neutro na 2ª guerra Mundial. Mas isso não impediu que quase mil portugueses tivessem sido deportados, feitos prisioneiros ou escravos pelos nazis.

      Uma caricatura do mundo em que vivemos.