Homem dado como desaparecido no Mondego em Coimbra foi encontrado vivo

por Lusa

A GNR encontrou hoje vivo o homem de 41 anos que tinha sido dado como desaparecido na terça-feira, junto ao Mondego, na localidade de Casais, Coimbra.

O homem foi encontrado às 08:30, pouco depois de a GNR ter retomado as buscas, tendo sido transportado para o Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra para observação e tratamento, disse à agência Lusa o comandante do Destacamento Territorial da GNR de Coimbra, Rui Silva.

Segundo o responsável, o homem foi encontrado com "os sinais vitais normais", apenas apresentando "o desgaste natural de ter passado a noite toda fora".

A pessoa foi encontrada junto à ponte de Casais, no concelho de Coimbra, próximo da margem do rio Mondego, acrescentou.

O comandante da GNR acredita que o homem chegou a estar dentro de água, visto que quando foi encontrado a sua roupa estava "meio húmida".

"Ele não nos explicou os motivos [para o desaparecimento]", afirmou Rui Silva.

Na terça-feira, mergulhadores dos bombeiros realizaram buscas no canal de rega do Mondego, à procura do homem dado como desaparecido.

Na altura, o chefe da Unidade de Mergulhadores da Companhia de Bombeiros Sapadores de Coimbra (CBSC), Rui Pereira, referiu que o homem, residente na zona de Travanca do Mondego, concelho de Penacova, "já é reincidente" em desaparecimentos.

"Já não é a primeira vez que acontece com a mesma pessoa. Felizmente, das outras vezes tem aparecido e não quer dizer que desta também não apareça com vida. Mas o nosso trabalho é um bocado inglório, porque não há nada rigoroso, um indício evidente que esteja ali", afirmou.

As buscas iniciaram-se na manhã de terça-feira junto ao dique de Casais (na margem direita do Mondego, perto do Centro Hípico de Coimbra), local onde, na noite de segunda-feira, foi detetado o carro do homem de 41 anos, com a porta aberta.

Tópicos
pub