Incêndio em Ovar poderá ter começado em equipamento industrial com óleo térmico

por RTP

O incêndio que deflagrou na manhã desta quinta-feira numa fábrica de papel no centro de Ovar poderá ter começado num equipamento industrial com óleo térmico.

O presidente da Câmara de Ovar avançou à RTP que o fogo continua ativo na fábrica, onde se encontram materiais perigosos, e que neste momento há mais operacionais a caminho do local para se juntarem aos colegas que combatem as chamas.

Quanto à possível causa do incêndio, o autarca avançou a hipótese de este ter começado "num equipamento industrial com óleo térmico".

As casas perto da fábrica são a principal preocupação dos cerca de 80 operacionais que se encontram no local. As chamas já fizeram três feridos ligeiros e levaram à evacuação de uma casa.

"Estamos a falar de material combustível com emissões muito tóxicas e muito fumo negro, o que não ajuda o combate às chamas", explicou.

"Esta é uma fábrica de indústria têxtil, que produz filtros para fins industriais (...) e que está localizada muito perto de uma zona habitacional".

Todos os meios da Câmara de Ovar estão acionados, assim como vários corpos de bombeiros, o INEM e a ação social.