Inspeção da Administração Interna abre inquérito a morte de mulher em perseguição policial

| País

|

A Inspeção Geral da Administração Interna (IGAI) abriu um inquérito para apurar em que circunstância ocorreu a morte de uma mulher durante uma perseguição policial realizada esta quarta-feira em Lisboa, anunciou o Ministério da Administração Interna (MAI).

A mulher morreu esta madrugada em Lisboa, depois de ter sido baleada pela polícia, já que seguia num carro que não parou numa operação policial.

Os agentes da PSP tinham montado a operação para deter os assaltantes de um multibanco. O alerta foi dado às três da manhã, quando o multibanco da Caixa Geral de Depósitos em Almada foi assaltado.

Sabe-se agora que a mulher que morreu não tinha nada a ver com o assalto.

"A Inspeção Geral da Administração Interna determinou a abertura de um inquérito para apuramento dos factos relacionados com a ocorrência que teve lugar na madrugada de hoje, da qual resultou a morte de uma cidadã na sequência de uma intervenção policial", refere o MAI, em comunicado.

Os sindicatos defendem que estas situações podiam ser evitadas com lagartas nas operações stop, para imobilizar os veículos em fuga, e também com cursos de formação de tiro dinâmico para alvos em movimento.

"Existe só o tiro estático, que para nós é manifestamente insuficiente para quem anda na rua e, muitas das vezes, tem que utilizar a arma de fogo para tentar imobilizar um assaltante", disse à RTP Peixoto Rodrigues, presidente do Sindicato Unificado de Polícia.

A informação mais vista

+ Em Foco

Em entrevista à RTP, Graça Machel revela que o grande segredo de Nelson Mandela era fazer sentir a cada pessoa com quem falava que era a mais importante.

No dia em que se assinala o centenário do nascimento de Nelson Mandela, o jornalista António Mateus recorda o legado do histórico líder sul-africano.

Cientistas australianos descobriram uma nova subespécie de cobra. A descoberta acidental veio demonstrar que o animal poderá estar em perigo de extinção.

Um grupo de astrónomos dos Estados Unidos descobriu que Júpiter tem mais 12 luas. O gigante gasoso tem agora 79 satélites naturais.