Interditada prática balnear na praia açoriana de Porto Pim devido a contaminação

| País

A prática balnear na praia de Porto Pim, na cidade da Horta, Faial, está interditada preventivamente desde o final do dia de quarta-feira, devido à deteção "na areia de micro-organismos que poderão pôr em causa a saúde pública".

Uma nota do executivo açoriano explica que a decisão foi tomada pela delegada de Saúde Concelhia da Ilha do Faial, em articulação com a Direção Regional dos Assuntos do Mar.

Este departamento contratou o Instituto Ricardo Jorge para recolher amostras de areia em diversos locais da praia, sendo que os resultados preliminares indicam a presença de contaminação bacteriológica em algumas zonas do areal.

A Direção Regional dos Assuntos do Mar reforçou o sistema de monitorização da qualidade da água da praia de Porto Pim e serão recolhidas novas amostras de areia, em parceria com o Instituto Ricardo Jorge.

Uma fonte da Secretaria Regional do Mar, Ciência e Tecnologia adiantou à agência Lusa que "as análises água serão feitas semanalmente".

De acordo com o Governo dos Açores, "as entidades com competências nesta zona balnear, nomeadamente a Direção Regional dos Assuntos do Mar, o Parque Natural da Ilha do Faial, a Autoridade Marítima Nacional e a Câmara Municipal da Horta, estão a desenvolver todos os esforços para identificar e controlar a eventual fonte de contaminação".

 

A informação mais vista

+ Em Foco

A RTP ouviu os seis lideres partidários sobre temas que escapam aos programas políticos e que contribuem para definir o perfil dos candidatos.

    Uma sondagem da Universidade Católica aponta para o fim da hegemonia laranja na Madeira, apesar da vitória do PSD nas regionais (38%) do próximo domingo.

    Na semana em que se assinala o início da II Guerra Mundial, a RTP conta histórias de portugueses envolvidos diretamente no conflito.

      Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.