Jovem detido por incendiar caixote do lixo em Setúbal foi libertado

| País

O jovem de 16 anos que foi detido às 22h50 de quarta-feira depois de incendiar um caixote do lixo na Bela Vista, em Setúbal, saiu em liberdade por decisão do Ministério Público, revelou hoje à agência Lusa uma fonte policial.

O jovem, que responde criminalmente por já ter completado os 16 anos, foi apanhado em flagrante, juntamente com outros dois menores, que, por terem apenas 13 e 14 anos, foram apenas identificados e entregues aos pais.

Segundo a mesma fonte da PSP, pouco tempo depois da libertação dos três jovens foi detetado um novo foco de incêndio, desta vez num autocarro dos TST - Transportes Sul do Tejo que se encontrava estacionado na Rua Álvaro Gomes, na zona da Bela Vista, e que ficou completamente destruído.

Fonte da empresa confirmou à agência Lusa que o incêndio no autocarro não foi nenhum acidente, mas um "ato de vandalismo" que já está sob investigação policial.

De acordo com o Comando Distrital de Operação de Socorro (CDOS) de Setúbal, durante a noite os bombeiros foram chamados para cinco ocorrências de incêndio em caixotes do lixo na zona da Bela Vista, a última das quais às 22h50, hora a que a PSP de Setúbal conseguiu capturar os três menores que tinham incendiado pelo menos um caixote do lixo.

Oficialmente a PSP de Setúbal nada diz sobre o incidente com o autocarro.

No concelho de Loures, um carro da Polícia de Segurança Pública foi apedrejado e atingido por um "dispositivo incendiário" durante a última madrugada, na sequência de um incêndio num caixote do lixo.

Na Área Metropolitana de Lisboa, as últimas três noites ficaram marcadas por diversos atos de vandalismo, levando ao reforço de policiamento em algumas zonas.

Na segunda-feira, segundo a PSP, foram arremessadas pedras contra agentes numa manifestação no centro de Lisboa, convocada para protestar contra a violência policial.

A manifestação ocorreu um dia depois de uma intervenção da PSP em Vale de Chícharos, conhecido como bairro da Jamaica, no Seixal (distrito de Setúbal). Segundo moradores da zona, a atuação da polícia foi violenta.

Os moradores dizem também não estarem envolvidos na manifestação no centro de Lisboa.

O Ministério Público e a PSP abriram inquéritos aos incidentes no bairro da Jamaica.

Os vários casos de vandalismo que se registaram na área Metropolitana de Lisboa também estão sob investigação das autoridades.

Tópicos:

Bela, Jaca, Socorro CDOS, Vale,

A informação mais vista

+ Em Foco

Saiu a tabela anual das melhores escolas do país. No topo está outra vez o Colégio Nossa Senhora do Rosário, um privado do Porto.

O Governo nunca disse ao país quais são as verdadeiras razões para que não exista até hoje um estudo de impacto ambiental do aeroporto no Montijo.

Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

    Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.