Juventude Leonina demarca-se de autores da agressão

| País
Juventude Leonina demarca-se de autores da agressão

A ver: Juventude Leonina demarca-se de autores da agressão

No total, há 23 suspeitos detidos depois dos incidentes na Academia do Sporting. Os detidos passaram a noite em vários postos da GNR no distrito de Setúbal. Esta quarta-feira, começaram a ser presentes ao juiz. Foram ainda apreendidos cinco automóveis e vários artigos relacionados com os crimes.

Só ao fim de três horas, tinham chegado ao tribunal todos os arguidos, para um interrogatório que se espera longo.

Numa nota, a Procuradoria-geral da República aponta para nove crimes. Em causa estão factos susceptíveis de integrar os crimes de introdução em lugar vedado ao público, ameaça agravada, ofensa à integridade física qualificada, sequestro, dano com violência, detenção de arma proibida agravado, incêndio florestal, resistência e coação sobre funcionário e também de um crime de terrorismo.

Cerca de 50 pessoas, de cara tapada, alegadamente adeptos leoninos, invadiram as instalações do clube em Alcochete.
chegaram ao balneário da equipa principal de futebol, e agrediram vários jogadores e membros da equipa técnica.

No Facebook, a JuveLeo demarca-se de tudo o que aconteceu: "A Juventude Leonina lamenta profundamente o ocorrido e não se pode rever nos actos praticados contra o Sporting Clube de Portugal."

A claque sportinguista rejeita responsabilidades neste caso e promete uma forte presença no Jamor, para apoiar a equipa.
No próximo domingo, na final da Taça de Portugal.

A informação mais vista

+ Em Foco

Raptos e assassínios de opositores em países estrangeiros, levados a cabo pelos serviços secretos, têm um longo historial.

Logo após a recuperação das armas roubadas, o ex-chefe do Estado-Maior do Exército proibiu a PJ de entrar na base de Santa Margarida.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em novos conteúdos de serviço público que podem ser seguidos na página RTP Europa.

      Um terramoto de magnitude 7,5 e um tsunami varreram a ilha de Celebes, causando a morte de pelo menos duas mil pessoas. A dimensão da catástrofe é detalhada nesta infografia.