Liga dos Bombeiros alerta que há corporações em fase de rutura financeira

por Antena 1

Reuters

A Liga dos Bombeiros portugueses acusa o Estado de ter um valor em dívida, para com os Bombeiros, de quase 45 milhões de euros. Verba que não chega aos destinos e que está a provocar rutura em muitas corporações aflitas, sem dinheiro para fazer face às despesas.

São montantes que estão por pagar, e que dizem respeito ao trabalho prestado no combate a incêndios florestais, mas também no transporte de doentes e na despesa com material de protecção para a Covid-19.

Ouvido pela Antena 1, o presidente da Liga, Jaime Marta Soares, diz que, se não fosse a boa vontade dos bombeiros, o socorro já estaria em risco.

A Liga admite convocar uma concentração de bombeiros em cada capital de distrito, como forma de protesto por estas dívidas acumuladas, que o Estado ainda não saldou.

Também o o presidente da Associação Portuguesa de Bombeiros Voluntários, João Marques, refere situações graves e complicadas e pode piorar. levando algumas coorperações a não efetuar serviços ou mesmo ao encerramento.

pub