MAI explica polémica com bombeiros espanhóis impedidos de entrar em Portugal

| País
MAI explica polémica com bombeiros espanhóis impedidos de entrar em Portugal

A ver: MAI explica polémica com bombeiros espanhóis impedidos de entrar em Portugal

A imprensa galega avança que um grupo de bombeiros espanhóis terá sido impedido pelas autoridades portuguesas de entrar no país.

Confrontada pela imprensa espanhola com esta situação, a ministra da Administração Interna explicou que é necessário garantir condições de segurança e que os bombeiros têm de ser "devidamente coordenados pelas autoridades nacionais de proteção civil".

Constança Urbano de Sousa explica que "não podemos estar aqui com voluntarismos sob pena dessas pessoas poderem colocar em risco não só a sua vida como as demais".

A ministra da Administração Interna confirmou entretanto que 80 bombeiros espanhóis deverão juntar-se aos operacionais portugueses no terreno, elevando para 140 o número de bombeiros espanhóis em Portugal.

A informação mais vista

+ Em Foco

Em entrevista à RTP, o candidato derrotado nas diretas do PSD diz que o partido deve serenar após o Congresso e admite que vai ser “muito difícil ganhar eleições" no quadro atual.

Nicolás Maduro quer alargar poderes e, para tal, leva a cabo eleições antecipadas. É um "golpe constitucional", na leitura de Filipe Vasconcelos Romão, comentador da Antena 1.

Abrir uma torneira e vê-la jorrar água. É um ato tão comum que nunca imaginamos um dia em que tal quadro possa desaparecer. Algo que está prestes a tornar-se realidade na África do Sul.

    Uma caricatura do mundo em que vivemos.