Mais de mil novos polícias iniciam curso de formação em novembro - MAI

por Lusa

Um novo curso de formação de agentes da PSP, com mais de mil elementos, deverá ter início em novembro e 943 polícias vão iniciar, em setembro, funções nas esquadras, disse hoje o ministro da Administração Interna.

"No final de setembro concluem o curso de formação de agentes, 943 alunos da Escola Prática de Polícia, representando um contributo essencial no reforço e rejuvenescimento do efetivo policial. A estes irão juntar-se mais 1.020 alunos que, previsivelmente, iniciam a sua formação em novembro deste ano", afirmou José Luís Carneiro, na cerimónia do 155.º aniversário da Polícia de Segurança Pública.

Durante o discurso, o ministro assumiu o compromisso do Governo de "tudo fazer para corresponder às necessidades e à melhoria das condições de trabalho" dos polícias por "forma a assegurar a melhor capacidade de resposta, com a dignidade e qualidade que justamente merecem".

Nesse sentido, deu conta que o Governo está a construir, "em diálogo com os municípios", um pacote de medidas sociais que se "irá traduzir em ganhos de rendimento para os profissionais das forças de segurança, e que irá certamente beneficiar os polícias e suas famílias".

Também com o apoio de diversas câmaras municipais da área metropolitana de Lisboa, o Governo vai "promover a construção e reabilitação de vários espaços habitacionais que irão garantir alojamento a mais de mil polícias", acrescentou.

Segundo José Luís Carneiro, no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência estão previstos cerca de 40 milhões de euros destinados a alojamento para os policias e militares recém-formados, bem como para os seus agregados familiares, através dos serviços sociais da GNR e da PSP.

O governante disse também que o Ministério da Administração Interna, através do Fundo de Segurança Interna e do Instrumento de Gestão de Fronteiras e Vistos, garantiu para Portugal cerca de 107 milhões de euros em fundos europeus, duplicando o valor atribuído em relação ao anterior quadro de financiamento.

"Estes fundos contribuirão para a modernização das forças e serviços de segurança, sendo que a PSP terá à sua disposição financiamento para um conjunto alargado de projetos, em especial nas áreas das tecnologias, investigação criminal, segurança de fronteiras e controlo de armas e explosivos", referiu.

A cerimónia de aniversário da PSP foi presidida pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

Tópicos
pub