Mais sete arguidos no processo sobre Pedrógão Grande

| País

No total o processo sobre os incêndios de junho passa a contar com nove arguidos
|

A SIC avançou esta quarta-feira que vão ser constituídos mais sete arguidos no processo dos incêndios de Pedrógão Grande, entre os quais se incluem os três presidentes de Câmara dos concelhos afetados.

Segundo a estação televisiva, a investigação ao incêndio de junho em Pedrógão Grande já foi terminada. Terá sido uma descarga elétrica a originar a tragédia. 

Os sete arguidos são suspeitos de homicídio por negligência e ofensas à integridade física. 

Para além dos três autarcas de Pedrógão Grande, há dois altos responsáveis da Proteção Civil e responsáveis de duas empresas, a EDP e a Ascendi, no novo grupo de novos arguidos.

Na edição online, o Correio da Manhã avança que os três autarcas são os presidentes da Câmara de Pedrógão Grande, Figueiró dos Vinhos e Castanheira de Pêra. 

Até à data eram conhecidos o nome de apenas dois arguidos: António Arnaut, comandante dos bombeiros de Pedrógão Grande, e Mário Cerol, segundo comandante do Centro Distrital de Operações de Socorro (CDOS), também suspeitos de homicídio por negligência e ofensas à integridade física. 

Os incêndios de Pedrógão Grande consumiram 45 mil hectares de floresta, provocaram 66 vítimas mortais e mais de 250 feridos.

Tópicos:

Incêndios, Pedrógão Grande,

A informação mais vista

+ Em Foco

Uma semana após a extinção do incêndio de Monchique, a televisão pública esteve no barlavento algarvio com uma emissão especial sobre o cíclico flagelo dos incêndios e as alterações climáticas.

    Fãs de Aretha Franklin homenagearam a icónica cantora norte-americana em várias cidades dos Estados Unidos. A rainha da Soul morreu na manhã de quinta-feira na sua casa em Detroit.

      Uma parte central da Ponte Morandi, em Génova, Itália, desabou na manhã de terça-feira durante uma tempestade. Morreram dezenas de pessoas.

        Há uma nova rota turística pela cidade de Lisboa, baseada em memórias de lisboetas mais antigos. São beneficiários da Associação Mais Proximidade Melhor Vida.