Más práticas ambientais distinguem Portugal

| País
Más práticas ambientais distinguem Portugal

Foto: José Manuel Ribeiro - Reuters

Portugal conquistou uma medalha de ouro no setor ambiental mas não foi pelos melhores motivos como reconhecem as organizações ambientalistas.

O primeiro lugar do prémio europeu dos piores subsídios aos combustíveis foi atribuído a Portugal, por causa do apoio atribuído à GALP e à ENI, para a prospeção de petróleo ao largo de Aljezur, na costa alentejana.

Para Francisco Ferreira, da associação ambientalista Zero, esta decisão contraria a aposta que Portugal tem feito nas indústrias renováveis.

Francisco Ferreira acha que este prémio vai ter um impacto negativo para a imagem do país.



A atribuição dos prémios europeus dos piores subsídios aos combustíveis fósseis é realizada pela Rede Europeia para a Ação Climática, que junta mais de 140 organizações de 30 países diferentes.

A informação mais vista

+ Em Foco

O Conselho Europeu informal de Salzburgo tem em cima da mesa dossiers sensíveis, com a imigração e o Brexit no topo da agenda. A RTP preparou um conjunto de reportagens especiais sobre esta cimeira.

    Nas eleições primárias, alguns dos mais conceituados senadores democratas foram vencidos por candidatos mais jovens, progressistas e, alguns deles, socialistas.

      Em 1995, dois estudantes desenvolveram um motor de pesquisa. Dois anos depois, Andy Bechtolsheim passou um cheque no valor de 100 mil dólares. Nesse dia, fez-se história: a Google nasceu.

        A Austrália enfrenta a maior seca de que há memória, afetando agricultores e criação de gado.