Más práticas ambientais distinguem Portugal

| País
Más práticas ambientais distinguem Portugal

Foto: José Manuel Ribeiro - Reuters

Portugal conquistou uma medalha de ouro no setor ambiental mas não foi pelos melhores motivos como reconhecem as organizações ambientalistas.

O primeiro lugar do prémio europeu dos piores subsídios aos combustíveis foi atribuído a Portugal, por causa do apoio atribuído à GALP e à ENI, para a prospeção de petróleo ao largo de Aljezur, na costa alentejana.

Para Francisco Ferreira, da associação ambientalista Zero, esta decisão contraria a aposta que Portugal tem feito nas indústrias renováveis.

Francisco Ferreira acha que este prémio vai ter um impacto negativo para a imagem do país.



A atribuição dos prémios europeus dos piores subsídios aos combustíveis fósseis é realizada pela Rede Europeia para a Ação Climática, que junta mais de 140 organizações de 30 países diferentes.

A informação mais vista

+ Em Foco

A partir da Ilha do Sal, em Cabo Verde, a jornalista da RTP Carla Adão escreve sobre as primeiras horas da cimeira da Comunidade de Países de Língua Portuguesa.

O presidente da Fundação Mandela falou à RTP por ocasião do centenário do nascimento de Madiba, que se assinala esta semana à escala mundial.

    A história de Ötzi começou quando um grupo de caminhantes na região alpina italiana de Oetztal tropeçou num cadáver.

    Veja aqui imagens exclusivas em 360º da missão portuguesa.