Médico envolvido em caso de bebé com malformações graves suspendeu a atividade

por RTP

O médico Artur Carvalho, envolvido no caso do bebé que nasceu com malformações graves em Setúbal, suspendeu a realização de ecografias até à conclusão dos processos disciplinares.

A garantia foi dada ao bastonário da Ordem dos Médicos, que está nesta altura reunido com os presidentes dos colégios de obstetrícia e de radiologia para analisar, com caráter de urgência, os cinco processos contra o clínico e eventualmente intensificar a regulação nesta área.