Meios de combate para fase mais crítica estão todos no terreno - MAI

| País

Os meios de combate previstos para o período mais crítico em incêndios florestais, que devia começar a 01 de julho, estão todos no terreno, segundo o Ministério da Administração Interna (MAI).

Fonte oficial do MAI avançou à agência Lusa que "todos os meios da fase `Charlie` já estão no terreno".

Segundo o MAI, os meios de combate foram ativados à medida "do desenvolvimento e necessidades" dos fogos da região Centro.

Segundo o Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Florestais (DECIF), a fase `Charlie` envolve 9.740 operacionais e 2.065 viaturas, apoiados por 48 meios aéreos e 236 postos de vigia da responsabilidade da Guarda Nacional Republicana.

Esta fase mais crítica em incêndios florestais devia começar a 01 de julho e termina a 30 de setembro.

No sábado, quando deflagrou o incêndio em Pedrogão Grande, o DECIF estava na fase `Bravo`, que começou a 15 de maio e devia prolongar-se até 30 de junho, e mobilizava 6.607 operacionais, 1.514 viaturas, 32 meios aéreos e 72 postos de vigia.

O número de incêndios a lavrar em Portugal tem aumentado nas últimas horas, registando-se pelas 15:30 de hoje um total de 40 fogos florestais, mobilizando 2.816 operacionais, auxiliados por 928 viaturas e 24 meios aéreos, segundo a Proteção Civil.

O incêndio que deflagrou no sábado à tarde em Pedrógão Grande, no distrito de Leiria, provocou pelo menos 64 mortos e mais de 150 feridos, segundo um balanço divulgado hoje.

O fogo começou em Escalos Fundeiros, e alastrou depois a Figueiró dos Vinhos e Castanheira de Pera, no distrito de Leiria.

Desde então, as chamas chegaram aos distritos de Castelo Branco, através do concelho da Sertã, e de Coimbra, pela Pampilhosa da Serra.

Este incêndio já consumiu cerca de 26.000 hectares de floresta, de acordo com dados do Sistema Europeu de Informação de Incêndios Florestais.

 

 

Tópicos:

Figueiró Vinhos Castanheira, Pampilhosa, Pedrogão, Pedrógão,

A informação mais vista

+ Em Foco

Em 9 de abril de 1918, a ofensiva alemã varre a resistência portuguesa. O dossier que se segue lança um olhar sobre o antes, o durante e o depois.

    Quase seis décadas depois, a Presidência de Cuba deixou de estar nas mãos de um membro do clã Castro.

    Porto Santo tem em curso um projeto para se transformar na primeira ilha do planeta livre de combustíveis fósseis.

    Uma caricatura do mundo em que vivemos.