Ministério Público quer levar ex-director do Museu da Presidência a tribunal

| País
Ministério Público quer levar ex-director do Museu da Presidência a tribunal

A ver: Ministério Público quer levar ex-director do Museu da Presidência a tribunal

Diogo Gaspar é acusado de seis crimes, incluindo receber comissões na venda de peças do museu, mas o seu advogado defende que o que está em causa são "irregularidades administrativas" e não crimes.

A investigação da Operação Cavaleiro, que tem quatro arguidos, durou três anos e levou à detenção de Diogo Gaspar, então director do Museu da Presidência da República, em Julho de 2016. Diogo Gaspar, pagou uma caução de 50 mil euros para sair em liberdade.

A Polícia Judiciária apreendeu, em casa do antigo diretor, de amigos e familiares, móveis antigos e outros objectos que pertenciam ao espólio do Museu da Presidência.

A informação mais vista

+ Em Foco

Apresentamos aqui o perfil dos cabeças de lista e cinco prioridades de ação por partido para o Parlamento Europeu.

    Debates, perfis, notícias da campanha. Toda a informação sobre as Eleições Europeias de 2019, que se realizam a 26 de maio.

      Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

        Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.