Ministra da Saúde rejeita diminuição de utentes por cada médico de família

| País

Marta Temido avançou que terá sido registado o incumprimento dos serviços mínimos
|

A ministra da Saúde admitiu a possibilidade de vir a ser estabelecida uma duração mínima para as consultas de diferentes especialidades mas rejeitou, para já, a sugestão da Ordem dos Médicos de diminuir o número de utentes por médico de família. Marta Temido avançou ainda que os enfermeiros em greve podem não estar a cumprir com os serviços mínimos e que, se tal se verificar, significa que “não há respeito” por parte destes profissionais.

“O Governo e os sindicatos médicos estão a trabalhar, no contexto de um documento designado Normas de Organização do Trabalho, as questões relacionadas com os tempos de consultas”, declarou a ministra.

“Quanto à questão específica da diminuição de utentes por médico de família, isso é algo que não está em cima da mesa neste momento, não poderia estar”, frisou.


“Nós temos ainda portugueses que não têm médico de família e, portanto, como consta da norma do Orçamento do Estado sobre esse tema, é um tema que apenas poderemos analisar quando tivermos uma cobertura de médicos de família que seja compatível com essa reavaliação”, salientou Temido.

A Ordem dos Médicos revelou esta segunda-feira a intenção de propor tempos mínimos para as consultas de diferentes especialidades através da redução do número de utentes por médico de família, sendo que as de medicina geral e familiar, por exemplo, passariam a demorar pelo menos 30 minutos.
Incumprimento dos serviços mínimos?
Quanto à greve cirúrgica, Marta Temido avançou que terá sido registado o incumprimento dos serviços mínimos, ao contrário do que afirmam os enfermeiros.

“Se [a greve] for definida como serviços mínimos e não for realizada, o que infelizmente aconteceu na semana passada, e agora nesta semana temos também já algumas situações em que isso parece estar indiciado, é que não há respeito pela parte dos senhores enfermeiros grevistas por essa definição”, declarou.

De acordo com a ministra da Saúde, os serviços mínimos implicam que sejam realizadas as cirurgias que evitem “dano irreparável ou dificilmente reparável aos doentes”, algo que pode não estar a ser cumprido.

Tópicos:

Consultas, Enfermeiros, Greve, Marta Temido,

A informação mais vista

+ Em Foco

O maior campo de refugiados na Europa fica na ilha grega de Lesbos. O campo de Moria alberga quase oito mil pessoas, três vezes mais do que a capacidade instalada. Reportagem RTP.

A receita da venda desta madeira ultrapassará os 15 milhões de euros, que devem ser investidos na nova Mata do Rei.

Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

    Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.