Motoristas de mercadorias estão de volta ao trabalho

| Economia

Os motoristas de mercadorias estão de volta à estrada
|

O Sindicato Independente dos Motoristas de Mercadorias (SIMM) desconvocou a greve que iniciou segunda-feira por tempo indeterminado.

"A greve vai ser desconvocada da parte do SIMM", anunciou na última noite o porta-voz do Sindicato Independente dos Motoristas de Mercadorias (SIMM), Anacleto Rodrigues, no final de uma reunião no Ministério das Infraestruturas e Habitação, em Lisboa.

"Chegámos à conclusão de que esta greve não surtiu na totalidade os efeitos que desejávamos", justificou o responsável, acrescentando que, por outro lado, a paralisação conseguiu dar maior visibilidade à profissão de motoristas e aos problemas do setor.


O SIMM é um dos sindicatos que convocou a greve que decorre desde segunda-feira por tempo indeterminado. Já o Sindicato Nacional de Mercadorias de Matérias Perigosas (SNMMP) mantém a paralisação.

O SIMM tem cerca de 1.200 associados, segundo Anacleto Rodrigues.

Esta decisão agradou ao primeiro-ministro António Costa, que, através da rede social Twitter, saudou a decisão do sindicato independente e a da Associação Nacional de Transportadores Públicos Rodoviários (ANTRAM) por voltarem à mesa de negociações.

O chefe do Governo escreveu que o diálogo faz o seu caminho, devolvendo tranquilidade aos portugueses e que ninguém fique isolado numa greve estéril que compromete o diálogo.

Também através do diálogo o porta-voz da ANTRAM acha que deve ser o caminho.

André Matias de Almeida diz que o diálogo é mesmo melhor solução do que uma mediação do Governo.

O ministro das infraestruturas, Pedro Nuno Santos, deu os parabéns ao sindicato independente pela iniciativa negocial e voltou a apelar para que o sindicato dos motoristas de matérias perigosas, o único em greve, termine com a paralisação.

Antes de ser conhecido o resultado deste encontro, Pedro Pardal Henriques, do (SNMMP), reforçava o que tem vindo a dizer nos últimos dias: a greve vai continuar.

Contas feitas, neste quinta dia de greve e com a saída de cena do sindicato independente dos motoristas, os cerca de 150 trabalhadores afetos a este sindicato vão retomar o horário habitual de trabalho.

As negociações entre sindicato e patrões estão marcadas para dia 12 de setembro.

Tópicos:

ANTRAM, Governo, Greve, Independente, Mercadorias, Sindicato,

A informação mais vista

+ Em Foco

Uma sondagem da Universidade Católica aponta para o fim da hegemonia laranja na Madeira, apesar da vitória do PSD nas regionais (38%) do próximo domingo.

Na semana em que se assinala o início da II Guerra Mundial, a RTP conta histórias de portugueses envolvidos diretamente no conflito.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

      Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.