Município de Soure adere à rede solidária do medicamento

| País

A associação Dignitude, sediada em Coimbra, alargou o programa Abem - rede solidária do medicamento, que procura ajudar as famílias mais desfavorecidas, ao município de Soure, no distrito de Coimbra, foi hoje anunciado.

"O protocolo hoje assinado tem por destinatários os indivíduos beneficiários de prestações sociais de solidariedade, mas também todos os que se deparem com uma situação inesperada de carência económica decorrente de desemprego involuntário ou de doença incapacitante, entre outras situações", refere a associação, em comunicado enviado à agência Lusa.

Em menos de dois anos, a Dignitude implementou um programa de distribuição gratuita de medicamentos designado de programa Abem, que já beneficiou 4.000 pessoas carenciadas.

Trata-se do primeiro programa dinamizado por aquela associação, que tem sede em Coimbra e que pretende dar resposta aos problemas de acesso ao medicamento pelas pessoas mais carenciadas.

Com o protocolo assinado com o município de Soure, a Dignitude alarga o programa a 14 concelhos da região Centro.

"O financiamento é da responsabilidade do município de Soure e da Dignitude, que, em conjunto, suportam os custos e encargos que estariam a cargo do doente", lê-se no comunicado.

O município de Soure fica também responsável pela identificação, avaliação e referenciação dos agregados familiares socialmente vulneráveis, cuja situação seja enquadrável no programa Abem.

Citado no comunicado, o presidente da Câmara de Soure, Mário Jorge Nunes, salientou que "o município faz um esforço de aproximação à melhoria das condições de vida das pessoas".

Por seu lado, o vereador Gil Soares disse que "este programa vai ao encontro de uma preocupação que é transversal ao país, que é a dificuldade das pessoas em adquirir os medicamentos, devendo esta ser uma preocupação dos responsáveis políticos a nível local, sempre presente".

Até ao final do ano, o programa Abem propõe-se apoiar cerca de 25.000 pessoas.

Segundo Martins Nunes, presidente do Comité de Fundraising (angariação de fundos) da Dignitude, estas "parcerias são muito valiosas, quer pela proximidade aos cidadãos que mais precisam, quer pela extraordinária capacidade dos municípios de intervenção na sociedade".

"Todos juntos podemos diminuir o sofrimento dos que mais precisam e daqueles que aqui podem encontrar um apoio para a sua situação de dificuldade num momento de fragilidade como é a doença. Uma sociedade solidária é uma sociedade justa", cita o comunicado da associação.

A criação da Associação Dignitude, em Novembro de 2015, foi promovida pela Associação Nacional de Farmácias, Associação Portuguesa da Indústria Farmacêutica, Cáritas e Plataforma Saúde em Diálogo e resulta de várias parcerias instituídas com entidades a nível local, autarquias, Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) e outras instituições da área social.

Além de António Arnaut, considerado o "pai" do Serviço Nacional de Saúde, por ter procedido à sua criação quando era ministro dos Assuntos Sociais, em 1979, o General Ramalho Eanes e a antiga ministra da Saúde Maria de Belém Roseira, são embaixadores da associação os farmacêuticos Odette Ferreira, Francisco Carvalho Guerra, João Gonçalves da Silveira e João Cordeiro.

Tópicos:

Carvalho, Comité, Câa, Dignitude, Gonçalves, Odette, Soure,

A informação mais vista

+ Em Foco

Entrevistada no Telejornal, a ministra da Saúde admitiu que reunir o consenso do PSD "não foi algo que tenha passado pelas preocupações do Governo".

A fronteira entre a Irlanda do Norte e a República da Irlanda continua a ser a maior dor de cabeça interna de Theresa May.

Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

    Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.