Novo presidente da Câmara da Figueira da Foz aposta na continuidade

| País

O novo presidente da Câmara da Figueira da Foz, Carlos Monteiro, que assumiu funções após o anterior líder ter sido empossado como secretário do Estado do Ambiente, afirmou hoje que vai dar continuidade ao trabalho já feito.

Carlos Monteiro é o novo presidente do município do distrito de Coimbra depois de João Ataíde ter saído da autarquia para assumir funções como novo secretário de Estado do Ambiente.

Na primeira reunião da Câmara após a saída de João Ataíde, Carlos Monteiro referiu que o executivo vai continuar "a honrar e a cumprir, escrupulosamente", o programa eleitoral sufragado nas autárquicas de 2017, "dando continuidade a um trabalho assente nos princípios de absoluta seriedade, transparência e responsabilidade financeira".

No seu discurso, o autarca frisou que não será esquecido "o plano de saneamento financeiro", comprometendo-se ainda a reforçar as competências das juntas de freguesia e a esperar da oposição (três vereadores eleitos pelo PSD) um "trabalho colaborativo conjunto, a bem do concelho".

O antigo presidente da Câmara da Figueira da Foz tinha anunciado, a 11 de abril, a suspensão do mandato autárquico para integrar o Governo liderado por António Costa, mas acabou por renunciar ao mandato um dia depois.

Hoje, assumiu também funções Diana Rodrigues, como vereadora, passando o executivo a ser paritário, contando com três homens e três mulheres, salientou Carlos Monteiro.

O despacho de distribuição de funções hoje aprovado na reunião de Câmara determina que Carlos Monteiro, para além de manter as pastas de Ambiente e Espaços Verdes, Projetos e Obras Municipais e Trânsito, passa a ficar responsável por Saúde, Relações Institucionais, Turismo e Desenvolvimento Económico e Proteção Civil e Bombeiros.

Já a vereadora Ana Carvalho, que passa a vice-presidente do executivo, mantém todas as pastas que tinha até então e fica também responsável pela pasta de Taxas e Licenças.

Mafalda Azenha ganha as pastas de Administração Geral e Recursos Humanos e Assuntos Jurídicos e Contencioso, Nuno Gonçalves a da Cultura e Miguel Pereira, vereador a meio tempo, mantém as pastas que tinha até então.

A nova vereadora, Diana Rodrigues, fica responsável pela Ação Social e pelos Mercados e Cemitérios, passando também a coadjuvar o presidente na área da saúde.

O vereador da oposição eleito pelo PSD Carlos Tenreiro congratulou-se, no período antes da ordem, por o município passar a ter "um verdadeiro figueirense no comando" da autarquia, criticando ainda o presidente cessante pela forma como saiu da Câmara da Figueira da Foz.

João Ataíde trocou "um mandato da Câmara que vai a meio por um cargo que vai terminar em meia dúzia de meses. Não trocou por um novo projeto. Havia, na sua mente, uma questão de taticismo pessoal", vincou Carlos Tenreiro, criticando ainda o facto de o anterior líder do município não ter optado por renunciar de imediato ao cargo o que configura, na sua opinião, "uma desconsideração para a equipa que liderava".

"Da minha parte, tem um voto de confiança", disse, dirigindo-se ao novo presidente da Câmara.

Carlos Monteiro, por sua vez, realçou que o executivo se sente "honrado" por João Ataíde estar no Governo, acreditando que, após as eleições de outubro, "as suas competências ainda serão mais valorizadas".

O presidente da Câmara da Figueira da Foz disse ainda que a ida de João Ataíde para o Governo "foi sempre articulada" com o executivo, não tendo havido "qualquer constrangimento".

Tópicos:

Câa Figueira Foz Ataíde, Diana, Jurídicos Contencioso,

A informação mais vista

+ Em Foco

A Festa dos Tabuleiros regressa às ruas da cidade de Tomar. Um longo desfile em que 750 tabuleiros são transportados por mulheres.

    Os líderes europeus não chegaram a acordo sobre quem deve liderar a União nos próximos cinco anos.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

      Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.