Operação Ano Novo da GNR com menos vítimas mortais e menos feridos graves

| País
Operação Ano Novo da GNR com menos vítimas mortais e menos feridos graves

A ver: Operação Ano Novo da GNR com menos vítimas mortais e menos feridos graves

A operação Ano Novo da GNR terminou na terça-feira à meia-noite. O balanço é de três vítimas mortais e 858 acidentes. Há ainda a registar dez feridos graves e 339 feridos ligeiros, num total de seis mil contra-ordenações.

O major Paulo Gonçalves, da GNR, considera que o balanço é negativo, uma vez que há mortos e feridos a registar. Ainda assim, em comparação com igual período do ano passado, regista-se uma redução no número de vítimas, feridos e acidentes.

A GNR sublinha que apesar de ter havido uma diminuição, os dados continuam a ser preocupantes. As infrações mais frequentes registadas durante a Operação Ano Novo foram o excesso de álcool, a falta de uso ou o uso indevido dos cintos de segurança ou o uso indevido do telemóvel.

A informação mais vista

+ Em Foco

Em 9 de abril de 1918, a ofensiva alemã varre a resistência portuguesa. O dossier que se segue lança um olhar sobre o antes, o durante e o depois.

    Quase seis décadas depois, a Presidência de Cuba deixou de estar nas mãos de um membro do clã Castro.

    Kim e Donald passaram do insulto à vontade mútua de fazer história. Bem-vindos à era das ilusões.

    Uma caricatura do mundo em que vivemos.