Pandemia afasta dos hospitais quase metade dos doentes com enfarte

por RTP

Sabe-se já que no primeiro pico da pandemia em Portugal entre março e abril deste ano, 40 a 50 por cento dos doentes que sofreram um enfarte não foram ao hospital por receio de contágio. Muitos acabaram por morrer e outros ficaram com sequelas.

Assinala-se o Dia Mundial do Coração. É o momento de lhe lembrar que um em cada três portugueses morre por doença cardiovascular.
pub