Pescador desparecido na ilha do Pico encontrado morto

por Lusa

O pescador de 66 anos que estava desaparecido desde sábado à noite na ilha do Pico, nos Açores, foi hoje encontrado morto, indicou a Autoridade Marítima Nacional.

Em comunicado, aquela entidade esclarece que o corpo do homem foi localizado e "retirado da água" esta tarde "pelos mergulhadores e transportado pela embarcação do Posto da Polícia Marítima de São Roque do Pico para o porto de São Roque do Pico, onde foi identificado".

O pescador tinha desaparecido na noite de sábado, "quando alegadamente se deslocou para praticar a atividade da pesca na zona de S. Miguel Arcanjo, na ilha do Pico, não tendo regressado a casa".

"Na sequência das operações de busca pelo pescador, foi encontrada durante a manhã uma camisola, que se confirmou pertencer à vítima, tendo o corpo sido localizado durante a tarde, dentro de água, pelas equipas de mergulhadores da Marinha e dos Bombeiros Voluntários da Madalena", descreve a Autoridade Marítima.

Nas operações de busca, coordenadas pelo Capitão do Porto e Comandante-local da Polícia Marítima da Horta, participaram elementos do Posto da Polícia Marítima de São Roque do Pico, os navios NRP Viana do Castelo e o NRP António Enes, da Marinha Portuguesa e uma equipa de mergulhadores da Marinha Portuguesa.

Estiveram ainda envolvidos nas buscas uma aeronave da Força Aérea, os Bombeiros Voluntários de São Roque do Pico e os Bombeiros Voluntários da Madalena, com equipas de mergulhadores, e ainda uma equipa de operação de `drones` do Comando Operacional da Madeira.

O Capitão do Porto da Horta disse hoje à Lusa que as buscas tinham sido retomadas pelas 08:00 (mais uma hora em Lisboa).

No domingo, as buscas foram feitas "por mar, terra e com um meio aéreo".

Segundo um comunicado da Autoridade Marítima Nacional, o alerta foi dado por volta das 06:30 de domingo, por um familiar que disse que o homem saiu de casa para pescar, pelas 20:00 de sábado, e não regressou.

Tópicos
pub