Polícias e militares marcam para maio vigília junto ao Palácio de Belém

| País
Polícias e militares marcam para maio vigília junto ao Palácio de Belém

Foto: Reuters

Uma presença em massa nas comemorações do 25 de abril e uma vigília por tempo indeterminado junto à residência oficial do Presidente da República são as formas de protesto encontradas pelos militares das Forças Armadas e pelas forças e serviços de segurança contra a falta de respostas do governo quanto às progressões nas carreiras.

O anúncio dos protestos foi feito esta terça-feira numa conferência de imprensa pelo presidente da Associação dos Profissionais da Guarda, César Nogueira, na qual este a jornalista Ana Isabel Costa.

A informação mais vista

+ Em Foco

Em 9 de abril de 1918, a ofensiva alemã varre a resistência portuguesa. O dossier que se segue lança um olhar sobre o antes, o durante e o depois.

    Quase seis décadas depois, a Presidência de Cuba deixou de estar nas mãos de um membro do clã Castro.

    Porto Santo tem em curso um projeto para se transformar na primeira ilha do planeta livre de combustíveis fósseis.

    Uma caricatura do mundo em que vivemos.