Polícias em protesto derrubam barreiras junto ao Parlamento

| País
Polícias em protesto derrubam barreiras junto ao Parlamento

A ver: Polícias em protesto derrubam barreiras junto ao Parlamento

A manifestação de polícias chegou junto ao Parlamento e os manifestantes derrubaram as baias de segurança junto à escadaria.

O protesto desta quinta-feira decorria na Praça do Comércio, em Lisboa, mas acabou por se deslocar para a Assembleia da República nas últimas horas.

A polícia em protesto encontrou um forte corpo de intervenção no primeiro local de manifestação, o que motivou a revolta das autoridades que se encontram em protesto. Os manifestantes dizem que o dispositivo deslocado para fazer frente a esta manifestação foi "desproporcionado".

"Os polícias são pessoas ordeiras, mas têm limites para a sua paciência. Neste momento os limites chegaram ao fim, já estamos a passar do razoável", disse um dos agentes em protesto à RTP.

Com esta manifestação, os polícias exigem ao Governo o descongelamento das carreiras e o aumento dos salários.

Relacionados:

A informação mais vista

+ Em Foco

Em entrevista à RTP, o candidato derrotado nas diretas do PSD diz que o partido deve serenar após o Congresso e admite que vai ser “muito difícil ganhar eleições" no quadro atual.

Nicolás Maduro quer alargar poderes e, para tal, leva a cabo eleições antecipadas. É um "golpe constitucional", na leitura de Filipe Vasconcelos Romão, comentador da Antena 1.

Abrir uma torneira e vê-la jorrar água. É um ato tão comum que nunca imaginamos um dia em que tal quadro possa desaparecer. Algo que está prestes a tornar-se realidade na África do Sul.

    Uma caricatura do mundo em que vivemos.