PR envia "abraço solidário" às vítimas e afirma necessidade de investimentos

| País

O Presidente da República lembrou hoje as vítimas da tragédia de Pedrógão Grande, quando passam três meses sobre os incêndios, assinalando a necessidade de investimentos para dinamizar aquela zona do país.

Numa mensagem publicada na página da Presidência da República na Internet, Marcelo Rebelo de Sousa lembrou que se completam hoje três meses sobre a tragédia "com tantos mortos e feridos e que tirou a casa e outros bens a muitos mais".

O Presidente da República enviou um "abraço solidário e emocionado às famílias" e lembrou os jovens da região que viveram a tragédia, alguns dos quais recebeu em Belém, poucos dias antes de se iniciar o ano letivo.

Para Marcelo Rebelo de Sousa, os jovens são "a principal razão da esperança de uma vida melhor, com a reconstrução, o investimento e as iniciativas necessárias para dinamizar esta zona traumatizada do nosso país".

O incêndio que começou em Pedrógão Grande a 17 de junho e se alastrou a outros concelhos provocou 64 mortos e mais de 200 feridos e só foi extinto uma semana depois.

Tópicos:

Pedrógão,

A informação mais vista

+ Em Foco

Passaram sete anos desde o início das “Primaveras Árabes”. Regimes mudaram, guerras civis rebentaram, houve conflitos que alteraram dinâmicas regionais e vazios de poder que deram origem a Estados falhados.

Veja ou reveja a primeira entrevista de Rui Rio depois de ter sido eleito presidente do PSD.

Na hora da despedida da liderança social-democrata, as juventudes partidárias olham para o legado do ex-primeiro-ministro, com uma pergunta em mente: se Portugal não falhou, o que dizer de Pedro Passos Coelho?

    Uma caricatura do mundo em que vivemos.