PR pede à população que não desmobilize e seja solidária com as vítimas

| País

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, pediu hoje à população de Tondela que não desmobilize e seja solidária com as vítimas do incêndio numa associação recreativa que fez pelo menos oito mortos e 38 feridos.

Numa intervenção pública, junto a uma capela de Vila Nova da Rainha, onde se localiza a associação, Marcelo Rebelo de Sousa dirigiu-se à assistência onde se incluíam alguns familiares e amigos das vítimas, lembrando que a primeira solidariedade na sequência do incêndio foi da população local, que acorreu na tentativa de socorrer quem tentava fugir das chamas.

"O primeiro sinal de solidariedade foi vosso e continua a ser vosso e aquilo que vos peço é que não desmobilizem. Há famílias com dor, há famílias - e ainda não passaram 24 horas - que não percebem o que aconteceu e estão sob choque, são amigos e amigas vossos", disse o chefe de Estado.

"E esse é o vosso grande desafio, o desafio que têm de vencer, como têm estado a vencer o desafio de outubro", argumentou o Presidente da República, lembrando os incêndios florestais que afetaram a localidade e o concelho do distrito de Viseu em 15 de outubro.

"É outro desgosto, é outro choque, é outro drama a juntar à tragédia de outubro. Mas eu acredito na vossa força, na vossa resistência, que é do melhor que nós temos em Portugal", sublinhou Marcelo Rebelo de Sousa.

Na ocasião, o chefe de Estado voltou a enaltecer o trabalho de "todas as instituições" que participaram nas operações de socorro às vítimas "e que fizeram mais do que era preciso fazer para que haja quem continue a lutar pela vida", voltando a expressar solidariedade às famílias das vítimas e lembrando que as próximas horas e dias "são ainda muito críticas" para os feridos internados em diversos hospitais.

"Uma coisa é certa, o país está aqui unido convosco. Está aqui o Governo, esteve ontem [sábado] e está hoje aqui o Governo, esteve ontem e está hoje aqui a Assembleia da República e está hoje o Presidente da República. Com os vossos autarcas, mas sobretudo convosco", enfatizou.

"É um sinal de que estamos todos juntos. Nesta hora de dor, a vossa dor é a nossa dor", acrescentou.

JLS/AMF // CSJ

Tópicos:

Viseu,

A informação mais vista

+ Em Foco

O Conselho Europeu informal de Salzburgo tem em cima da mesa dossiers sensíveis, com a imigração e o Brexit no topo da agenda. A RTP preparou um conjunto de reportagens especiais sobre esta cimeira.

    Nas eleições primárias, alguns dos mais conceituados senadores democratas foram vencidos por candidatos mais jovens, progressistas e, alguns deles, socialistas.

      Em 1995, dois estudantes desenvolveram um motor de pesquisa. Dois anos depois, Andy Bechtolsheim passou um cheque no valor de 100 mil dólares. Nesse dia, fez-se história: a Google nasceu.

        Os novos desenvolvimentos no diferendo comercial entre os Estados Unidos e a China vieram lançar ainda mais dúvidas sobre os próximos passos que os dois lados poderão adotar.