Procuradora vai extrair certidões contra Carlos Silva e Proença de Carvalho

| País

A procuradora do julgamento Operação Fizz Leonor Machado anunciou hoje que vai extrair certidões contra o banqueiro Carlos José da Silva e o advogado Daniel Proença de Carvalho.

na fase de contra-alegações do julgamento da Operação Fizz, a procuradora disse que ia pedir extração de certidão "contra intervenientes neste processo" e aos jornalistas confirmou que os visados são o banqueiro luso-angolano Carlos José da Silva e o advogado Daniel Proença de Carvalho, que depuseram como testemunhas neste julgamento.

Carlos José da Silva é presidente do banco Privado Atlântico e pertenceu ao Conselho de Administração do Millenium/BCP.

Daniel Proença de Carvalho foi o advogado que tratou da rescisão do contrato de trabalho do ex-procurador Orlando Figueira, arguido neste processo, e para quem a procuradora pediu a condenação com pena suspensa por corrupção passiva e branqueamento de capitais.

 

Tópicos:

Carvalho, Millenium BCP Daniel Proença, Proença Carvalho,

A informação mais vista

+ Em Foco

O economista guineense Carlos Lopes considera que a Europa tem discutido as migrações e outras questões africanas, sem consultar os africanos.

    A revelação foi feita durante uma entrevista exclusiva à RTP à margem da cimeira de CPLP, que decorreu esta semana em Cabo Verde.

    Em entrevista à RTP, Graça Machel revela que o grande segredo de Nelson Mandela era fazer sentir a cada pessoa com quem falava que era a mais importante.

    Apesar da legislação contra estas situações, os Estados Unidos são dos países que mais importam produtos em risco de serem produzidos através de trabalhos forçados.