Quatro detidos durante buscas na SAD do Sporting

| País

|

A Polícia Judiciária fez esta quarta-feira pelo menos quatro detenções durante as diligências de busca no âmbito da Operação Cashball, que investiga um alegado esquema de corrupção no andebol profissional.

A RTP apurou que, entre os quatro detidos incluiu-se André Geraldes, atual diretor do futebol do Sporting, à data diretor das modalidades, que é apontado como o coordenador do esquema que visava, alegadamente, beneficiar o Sporting.

Foram igualmente detidos Gonçalo Rodrigues, funcionário do Sporting que suspendeu funções na terça-feira, Paulo Silva, que denunciou o alegado esquema de compra de árbitros em fevereiro, e ainda João Gonçalves, que terá sido o intermediário desse mesmo esquema.

De assinalar que as buscas foram realizadas esta quarta-feira pela Polícia Judiciária do Porto e decorreram na SAD do Sporting, no Estado de Alvalade, no âmbito da operação CashBall.

Em comunicado, a Polícia Judiciária confirma que foram detidas quatro pessoas "pela presumível prática dos crimes de corrupção ativa no desporto."

Para além das diligências em Alvalade, decorreram também "cerca de uma dezena de buscas domiciliárias". A operação envolveu 40 elementos da Polícia Judiciária.

Os detidos serão agora presentes às autoridades competentes para interrogatório e aplicação de medidas de coação adequadas, acrescenta o comunicado.

A RTP sabe que os detidos serão transferidos para o Porto e deverão ser presentes na quinta-feira a um juiz de instrução no Tribunal de Instrução Criminal (TIC).

Os jogos de futebol em causa que o denunciante relatou à Polícia Judiciária realizaram-se contra o Feirense, o Vitória de Guimarães e o Chaves, apurou a RTP.

Na terça-feira, o Ministério Público confirmou a abertura de uma investigação à alegada compra de equipas de arbitragem nos jogos de andebol profissional, num esquema que teria dado o título nacional ao Sporting na época de 2016/17.

Estas presumíveis irregularidades foram inicialmente noticiadas na edição de terça-feira do Correio da Manhã.

Na sequência destes eventos, o Sporting repudiou o que considerou ser uma campanha "difamatória" contra o clube, abrindo no entanto um processo interno de inquérito.

“A administração chamou o funcionário Gonçalo Rodrigues, em função das notícias veiculadas hoje pelo Correio da Manhã, sobre o seu alegado envolvimento neste caso, que respondeu que nada tinha feito, estava de consciência absolutamente tranquila”, confirmou fonte do clube, citada pela agência Lusa.

As detenções relacionadas com o andebol acontecem num momento muito sensível para o clube de Alvalade, depois das violentas agressões de terça-feira à equipa principal de futebol na Academia de Alcochete por um grupo de adeptos.

Tópicos:

Andebol, Buscas, Polícia Judiciária, SAD, Sporting,

A informação mais vista

+ Em Foco

No 20.º aniversário da Exposição Universal sobre os Oceanos, a Antena 1 e a RTP estiveram à conversa com alguns dos protagonistas do evento.

    Um dos mais conceituados politólogos sul-coreanos revelou à RTP o modo de pensar e agir de Pyongyang.

    Portugal foi oficialmente um país neutro na 2ª guerra Mundial. Mas isso não impediu que quase mil portugueses tivessem sido deportados, feitos prisioneiros ou escravos pelos nazis.

      Uma caricatura do mundo em que vivemos.