Ryanair despede trabalhadores que surgiram na internet deitados no chão

| País
Ryanair despede trabalhadores que surgiram na internet deitados no chão

Foto: Twitter/Jim Atkinson/DR

A Ryanair despediu os seis trabalhadores da empresa, retratados na fotografia que se tornou viral, nas redes sociais, que revela os vários elementos de cabine do Porto, deitados no chão do aeroporto de Málaga, em Espanha.

A Ryanair considera que a fotografia foi encenada e decidiu despedir os funcionários, por quebra contratual.


Os trabalhadores contestaram na altura, a falta de condições nesta sala de pessoal, e afirmaram que tinham sido forçados a dormir no chão.

Na reação, o Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil assegura que os serviços jurídicos estão a analisar o processo, para contestar o despedimento nos tribunais.

Ouvida pela Antena 1, a sindicalista Luciana Passo assegura que a fotografia não foi forjada.

De acordo com o tweet colocado a circular por Jim Atkinson pode ler-se: "Esta é uma tripulação da Ryanair 737 com sede em Portugal, encalhada em Málaga, Espanha, há algumas noites devido a tempestades."





A informação mais vista

+ Em Foco

A Grécia agradeceu a Portugal a solidariedade do país pela disponibilidade de receber mil migrantes e refugiados, atualmente alojados em condições precárias naquele país.

A receita da venda desta madeira ultrapassará os 15 milhões de euros, que devem ser investidos na nova Mata do Rei.

Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

    Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.