Sindicalistas socialistas queixam-se de ausência de representação nas listas do PS

| País

Os representantes da UGT e da CGTP-IN hoje presentes na reunião da Comissão Política Nacional do PS queixaram-se de não estarem representados em lugares elegíveis nas listas de candidatos socialistas a deputados.

De acordo com fontes socialistas, na reunião, que decorre em Lisboa, estes protestos foram transmitidos pelos dirigentes Wanda Guimarães e José Abraão, ambos da UGT, e por Carlos Trindade, da CGTP-IN.

Em declarações à agência Lusa, Wanda Guimarães, deputada que se prepara para abandonar o parlamento por vontade própria, confirmou este clima de insatisfação e considerou que a ausência de membros das duas centrais sindicais nas listas de candidatos a deputados "representa um empobrecimento do PS".

"O PS é um partido trabalhista, de esquerda. Devia ter outro cuidado com o mundo sindical", disse.

Nas listas de candidatos do PS para as legislativas de 2015, além de Wanda Guimarães, entrou em lugar considerado elegível Rui Riso, que agora não aparece.

Na reunião, também o presidente da Federação socialista de Braga, Joaquim Barreto, criticou a decisão de ter sido avocada a lista que saiu da sua estrutura para a Comissão Política Nacional do PS e afirmou discordar de algumas alterações introduzidas.

Tópicos:

Trindade,

A informação mais vista

+ Em Foco

A receita da venda desta madeira ultrapassará os 15 milhões de euros, que devem ser investidos na nova Mata do Rei.

Mação, que ardeu no mês passado, era apontado como o concelho modelo na prevenção de incêndios. Nada impediu que o fogo voltasse.

Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

    Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.