Só basquetebol e râguebi aceitam atacadores coloridos contra homofobia

| País
Só basquetebol e râguebi aceitam atacadores coloridos contra homofobia

Reuters

Foi lançado pelo Governo um repto a todas as federações desportivas para que usassem atacadores coloridos como forma de mostrar a discriminação homofóbica. Mas apenas o basquete e o râguebi vão entrar em campo com essa indumentária.

A secretária de Estado para a Igualdade, Catarina Marcelino, refere que as justificações para apenas duas federações aderirem a esta iniciativa têm a ver com regras e compromissos já assumidos.

Catarina Marcelino explica que em Portugal as leis contra a discriminação até são boas, mas as mentalidades não se mudam por decreto.

A informação mais vista

+ Em Foco

Em 9 de abril de 1918, a ofensiva alemã varre a resistência portuguesa. O dossier que se segue lança um olhar sobre o antes, o durante e o depois.

    O Reino Unido está a sobrevalorizar o seu valor como parceiro comercial e vai "sofrer um desastre com o Brexit", alerta Mark Beeson.

    Em abril, uma cimeira histórica entre Coreias reaproximou dois países de costas voltadas há mais de 60 anos. O que esperar do futuro?

      Uma caricatura do mundo em que vivemos.