Tráfico humano no Alentejo. 31 arguidos em prisão preventiva

por RTP

Foto: Nuno Veiga/Lusa

Ficaram em prisão preventiva 31, dos 35 suspeitos de tráfico humano na operação no Alentejo. O perigo de fuga e de perturbação do inquérito estiveram na base da medida de coação mais gravosa decretada por Carlos Alexandre. É uma das medidas mais extensas em processos do género. Os outros 4 suspeitos, todos portugueses, saíram em liberdade.

pub