Violência doméstica. Marcelo pede mudança de cultura cívica

| País
Violência doméstica. Marcelo pede mudança de cultura cívica

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, apelou a uma mudança na cultura cívica no que toca ao combate à violência doméstica.

Num encontro promovido pela Fundação Francisco Manuel dos Santos, na Aula Magna da Universidade de Lisboa, Marcelo Rebelo de Sousa aproveitou para alertar para este problema.


Sem mencionar nenhum caso concreto, o chefe de Estado manifestou-se contra "a aceitação ou a legitimação da violência contra a mulher porque é mulher" e defendeu que é necessária uma "mudança de cultura cívica, que deve anteceder e dar plena eficácia às leis".

"Não é sequer preciso ser-se defensor de uma posição doutrinária de género para se condenar omissões, minimizações, fundamentações justificativas claramente contrárias à dignidade da pessoa humana", reforçou.

Reportagem de Natália Carvalho

A informação mais vista

+ Em Foco

O maior campo de refugiados na Europa fica na ilha grega de Lesbos. O campo de Moria alberga quase oito mil pessoas, três vezes mais do que a capacidade instalada. Reportagem RTP.

A receita da venda desta madeira ultrapassará os 15 milhões de euros, que devem ser investidos na nova Mata do Rei.

Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

    Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.