Assembleia do LIVRE propõe retirada da confiança política a Joacine Katar Moreira

por RTP
Foto: Miguel A. Lopes - Lusa

A assembleia do partido LIVRE propôs a retirada da confiança política à deputada Joacine Katar Moreira, por considerar que não pode manter a confiança em quem, "por opção própria, reiteradamente prescindiu de representar" o partido. A resolução será votada no congresso que se realiza este fim de semana.

A assembleia acusa Joacine Katar Moreira de desrespeito e deslealdade para com os órgãos do LIVRE, nomeadamente ao não comparecer nas reuniões onde foi discutida a sua relação com o partido ou de o fazer de forma intransigente.

O partido critica ainda a deputada por se ter reunido com o Governo nas negociações para o Orçamento do Estado sem que o grupo de contacto tivesse sido previamente avisado.

Também a falta de preparação e de eficácia política, que o partido diz ser visível nas intervenções da deputada em plenário, foram alvo de críticas pela assembleia, assim como a falta de apresentação de propostas para o OE2020.

Por considerar que Joacine Katar Moreira não revela sinais de mudança nem vontade em compreender "a gravidade desta postura", a assembleia do LIVRE deliberou a retirada de confiança política à deputada.

Segundo a mesma resolução, a decisão é tomada "com profundo pesar" e "na plena consciência das consequências gravosas que daí advêm para a capacidade do Livre marcar a atual legislatura da Assembleia da República".

A decisão é conhecida a apenas dois dias do congresso do LIVRE, agendado para este fim de semana, durante o qual já se sabia que iria ser apresentada uma moção por cinco membros do partido que também propunham a retirada de confiança à deputada.
Tópicos
pub