BE firme no desejo de acabar com gestão privada dos hospitais

por Antena 1

Foto: Estela Silva - Lusa

Se o acordo se mantiver à esquerda, a coordenadora do Bloco quer o fim da gestão privada dos hospitais.

A coordenadora do BE falava perante uma plateia com cerca de 80 militantes em Aveiro, a quem deu a conhecer as propostas dos bloquistas para as áreas da educação e da saúde que vão fazer parte do programa eleitoral do partido.

O Bloco defende, entre outras medidas, o reforço do orçamento do SNS, com um plano plurianual de investimentos, uma separação entre o público e o privado e acabar com as parcerias público-privadas.

"A maior doença de que sofre a saúde em Portugal é a ideia de que quatro em cada dez euros do Orçamento devem servir para pagar ao grupo Melo ou à Luz Saúde", disse Catarina Martins.

"Temos a obrigação de ter uma lei que diga que a gestão dos hospitais públicos é mesmo pública, acabar com a promiscuidade, garantir a exclusividade dos profissionais e a gratuitidade no acesso ao SNS", acrescentou.

No setor da educação, a coordenadora do Bloco de Esquerda diz que é preciso revolucionar o curriculum das escolas.

"Precisamos de mudar muito a escola. Só quem não conhece a escola hoje em dia é que pode achar que está tudo bem. A escola está desatualizada face às necessidades de toda a comunidade. Temos de mudar o paradigma, a forma como olhamos para a escola", sublinhou Catarina Martins.

Ideias do programa eleitoral do BE para as eleições legislativas do mês de outubro.
pub