Candidatos do PSD-Lisboa vão assinar carta de compromisso ético e de transparência

| Política

A candidata autárquica do PSD a Lisboa Teresa Leal Coelho anunciou hoje que todos os candidatos do partido na capital assinarão uma "carta de compromisso ético e de transparência" e assegurou que todos os lisboetas saberão onde é gasto "cada tostão".

"Todos os elementos que vão integrar listas às freguesias, Assembleia Municipal e Câmara, todos vão assinar uma carta de compromisso ético e de transparência, estarão todos vinculados às prioridades para os próximos quatro anos", afirmou a candidata do PSD à Câmara Municipal de Lisboa, uma das oradoras da Convenção Autárquica Distrital do partido.

Dizendo que a "primeira prioridade" será a ação social, Teresa Leal Coelho explicou que este documento conterá também um compromisso de transparência: "Cada despesa que seja efetiva em cada junta e na Câmara Municipal de Lisboa será publicitada em edital trimestral".

Segundo a candidata social-democrata, "cada freguês ou cada munícipe poderá saber para onde foi cada tostão do orçamento da camara ou da junta".

"O cidadão saberá se aquelas verbas serviram para ação social, para promover habitação, centros de saúde ou se para fazer arraiais e festas, que também são necessários mas que não se podem fazer como prioritárias", disse.

A informação mais vista

+ Em Foco

Os portugueses escolhem os seus representantes locais a 1 de outubro. Acompanhe aqui a campanha, os debates e toda a informação sobre as eleições Autárquicas.

    Veja ou reveja aqui os debates na RTP com os candidatos às presidências das câmaras municipais das 18 capitais de distrito de Portugal Continental. A série é transmitida até 14 de setembro.

      Natalidade, envelhecimento, turismo, agricultura, emigração, pobreza, saúde, desigualdades. A Antena 1 fixa o país em duas dezenas de retratos no caminho para as eleições autárquicas.

        A Alemanha aproxima-se da data do escrutínio de 24 de Setembro com uma economia próspera: muita exportação, muita construção, receitas fiscais abundantes, orçamentos públicos excedentários. O reverso da medalha é a degradação de condições sociais para uma parte significativa da população.