CDS pede aos partidos que rejeitem lei do financiamento

| Política
CDS pede aos partidos que rejeitem lei do financiamento

O Presidente da República vetou o diploma das alterações à lei do financiamento dos partidos. O CDS já tinha votado contra e apela agora aos outros partidos que rejeitem o diploma.

Marcelo Rebelo de Sousa diz que não há fundamentação "publicamente escrutinável" e devolve o diploma à Assembleia da República.

O diploma punha fim ao limite de angariação de fundos em dinheiro para os partidos e foi aprovado por todas as forças partidárias com assento parlamentar exceto o CDS e o PAN.

O deputado Nuno Melo dos centristas quer que os outros partidos sigam os passos do seu partido e rejeitem o diploma.

Os partidos têm agora duas opções: modificam o diploma ou mantêm o que está e confirmam-no por uma maioria de dois terços e o diploma entra em vigor independentemente da vontade do Presidente da República.

A informação mais vista

+ Em Foco

Em 9 de abril de 1918, a ofensiva alemã varre a resistência portuguesa. O dossier que se segue lança um olhar sobre o antes, o durante e o depois.

    Quase seis décadas depois, a Presidência de Cuba deixou de estar nas mãos de um membro do clã Castro.

    Kim e Donald passaram do insulto à vontade mútua de fazer história. Bem-vindos à era das ilusões.

    Uma caricatura do mundo em que vivemos.