Chega apela a PSD que "reconsidere" e vote a favor da moção de censura

por Antena 1

DR

André Ventura admite "frustração e desilusão" depois de revelado o sentido de voto dos social-democratas sobre a moção de censura apresentada pelo Chega ao Governo do Partido Socialista.

Em comunicado, o PSD, liderado por Luís Montenegro, anunciou que se vai abster na votação marcada para quarta-feira na Assembleia da República.

Depois de conhecido o sentido de voto 'laranja', André Ventura alega que a decisão revela uma "traição" por parte do novo presidente do PSD em relação ao que foi afirmado no Congresso social-democrata do último fim-de-semana, e apela a uma "reconsideração" para que Chega e PSD possam "mostrar juntos, e à direita, um cartão vermelho à governação de António Costa".

O presidente do Chega espera que haja uma mudança de posição do PSD "nas próximas horas" e defende que, caso o sentido de voto social-democrata se mantenha, Luís Montenegro mostrará uma "versão dois de Rui Rio".

"Todos esperávamos uma oposição diferente a partir desta semana", acrescenta André Ventura.

Além do PSD, também a Iniciativa Liberal já anunciou que se vai abster, enquanto BE e PCP vão votar contra a moção de censura ao Governo.
pub