Conselho de jurisdição desvaloriza acusação de Jardim sobre eleições viciadas

| Política

|

O Conselho de Jurisdição Nacional do PSD desvalorizou hoje as alegações do ex-líder regional da Madeira Alberto João Jardim de que as eleições diretas no PSD estão viciadas, afirmando que não foi recebida qualquer queixa.

Em declarações à Lusa, e questionado sobre se as eleições estão viciadas, como disse João Jardim, Jorge Pracana, do conselho de jurisdição, começou por sugerir que a pergunta fosse feita ao ex-líder madeirense.

Depois, afirmou que todo o processo eleitoral decorreu com normalidade.

"Até agora não temos qualquer conhecimento nem queixa de qualquer secção. Tudo correu com a máxima das normalidades", disse à Lusa.

NS // ZO

 

Tópicos:

Jardim,

A informação mais vista

+ Em Foco

O Conselho Europeu informal de Salzburgo tem em cima da mesa dossiers sensíveis, com a imigração e o Brexit no topo da agenda. A RTP preparou um conjunto de reportagens especiais sobre esta cimeira.

    Nas eleições primárias, alguns dos mais conceituados senadores democratas foram vencidos por candidatos mais jovens, progressistas e, alguns deles, socialistas.

      Em 1995, dois estudantes desenvolveram um motor de pesquisa. Dois anos depois, Andy Bechtolsheim passou um cheque no valor de 100 mil dólares. Nesse dia, fez-se história: a Google nasceu.

        A Austrália enfrenta a maior seca de que há memória, afetando agricultores e criação de gado.