Europeias. CDS leva à campanha resposta de Costa sobre Tancos

| Eleições Europeias 2019
Europeias. CDS leva à campanha resposta de Costa sobre Tancos

Foto: Lusa

No caso do furto de Tancos, o primeiro-ministro, António Costa, diz que só recebeu o documento sobre a recuperação das armas roubadas no mesmo dia em que o antigo ministro da Defesa se demitiu. O CDS pegou na resposta e criticou-a em plena campanha eleitoral para as eleições europeias.

António Costa diz que viu um documento não assinado, sem data e sem nenhuma identificação de origem.

O CDS leu as respostas do primeiro-ministro e a líder do CDS Assunção Cristas usou a campanha às europeias para reagir.

A líder do CDS diz que o Governo não tem escapatória e que o primeiro-ministro é culpado.

Mas nem só o caso de Tancos Assunção Cristas levou aos apoiantes dos centristas. A lider do partido considera inadmissível o executivo de António Costa ainda não ter dado qualquer resposta sobre o SIRESP (Sistema Integrado de Redes de Emergência e Segurança de Portugal) criado em 2006 como uma parceria entre o Governo e o setor privado.

Palavras de Assunção Cristas num jantar de campanha em Alcobaça.

A informação mais vista

+ Em Foco

A RTP ouviu os seis lideres partidários sobre temas que escapam aos programas políticos e que contribuem para definir o perfil dos candidatos.

    Uma sondagem da Universidade Católica aponta para o fim da hegemonia laranja na Madeira, apesar da vitória do PSD nas regionais (38%) do próximo domingo.

    Na semana em que se assinala o início da II Guerra Mundial, a RTP conta histórias de portugueses envolvidos diretamente no conflito.

      Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.