Jerónimo de Sousa rejeita críticas devido à lei do financiamento dos partidos

| Política
Jerónimo de Sousa rejeita críticas devido à lei do financiamento dos partidos

Foto: Lusa

Ainda inconformado com o veto presidencial às novas regras de financiamento dos partidos, Jerónimo de Sousa rejeitou esta tarde as críticas diretas ao Partido Comunista e à Festa do Avante a propósito do financiamento.

Em Moimenta da Beira, o líder comunista traçou as diferenças entre PCP e outras forças politicas que vivem à custa do Estado.

A informação mais vista

+ Em Foco

O antigo procurador-geral da República do Brasil revelou à RTP que já recebeu várias ameaças de morte e defendeu uma reforma profunda do sistema político brasileiro.

Quando Ana Paula Vitorino indicou Lídia Sequeira, a economista ainda era gerente da sua empresa, o que viola a lei em matéria de incompatibilidades e o dever de imparcialidade.

Em seis anos, as investigações sucederam-se, sem poupar ninguém, da política ao futebol e à banca, seguindo a bandeira da ainda procuradora geral, o combate à corrupção.

    O Conselho Europeu informal de Salzburgo tem em cima da mesa dossiers sensíveis, com a imigração e o Brexit no topo da agenda. A RTP preparou um conjunto de reportagens especiais sobre esta cimeira.