Ministra da Justiça não se compromete com prazos para novos guardas prisionais

| Política
Ministra da Justiça não se compromete com prazos para novos guardas prisionais

A ministra da Justiça, Francisca Van Dunem, não se comprometeu com um prazo para a entrada em funções de novos guardas prisionais.

Van Dunem reconhece que é grande o descontentamento dos guardas prisionais, em especial no estabelecimento prisional de Lisboa.

Disse ainda aos deputados da Comissão de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias que ainda é necessário contar com horas extraordinárias, entre as quatro da tarde e as sete, porque é esse o período com mais trabalho nas cadeias.

A ministra Francisca Van Dunnem garantiu ainda aos deputados que existe cabimento orçamental para todas as horas extraordinárias que estão a ser pedidas aos guardas prisionais.

A informação mais vista

+ Em Foco

A 15 de outubro de 2017, uma vaga de incêndios fez 50 mortos e dezenas de feridos. Reunimos aqui um conjunto de reportagens elaboradas um ano depois da catástrofe.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em novos conteúdos de serviço público que podem ser seguidos na página RTP Europa.

      Um terramoto de magnitude 7,5 e um tsunami varreram a ilha de Celebes, causando a morte de pelo menos duas mil pessoas. A dimensão da catástrofe é detalhada nesta infografia.

        O desaparecimento do jornalista saudita fragiliza a relação dos EUA com uma ditadura que lhe tem sido útil a combater o Irão e a manter os preços do petróleo.