Ministra da Justiça não se compromete com prazos para novos guardas prisionais

| Política
Ministra da Justiça não se compromete com prazos para novos guardas prisionais

A ministra da Justiça, Francisca Van Dunem, não se comprometeu com um prazo para a entrada em funções de novos guardas prisionais.

Van Dunem reconhece que é grande o descontentamento dos guardas prisionais, em especial no estabelecimento prisional de Lisboa.

Disse ainda aos deputados da Comissão de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias que ainda é necessário contar com horas extraordinárias, entre as quatro da tarde e as sete, porque é esse o período com mais trabalho nas cadeias.

A ministra Francisca Van Dunnem garantiu ainda aos deputados que existe cabimento orçamental para todas as horas extraordinárias que estão a ser pedidas aos guardas prisionais.

A informação mais vista

+ Em Foco

No 20.º aniversário da Exposição Universal sobre os Oceanos, a Antena 1 e a RTP estiveram à conversa com alguns dos protagonistas do evento.

    Um dos mais conceituados politólogos sul-coreanos revelou à RTP o modo de pensar e agir de Pyongyang.

    Portugal foi oficialmente um país neutro na 2ª guerra Mundial. Mas isso não impediu que quase mil portugueses tivessem sido deportados, feitos prisioneiros ou escravos pelos nazis.

      Uma caricatura do mundo em que vivemos.