Ministra da Justiça não se compromete com prazos para novos guardas prisionais

| Política
Ministra da Justiça não se compromete com prazos para novos guardas prisionais

A ministra da Justiça, Francisca Van Dunem, não se comprometeu com um prazo para a entrada em funções de novos guardas prisionais.

Van Dunem reconhece que é grande o descontentamento dos guardas prisionais, em especial no estabelecimento prisional de Lisboa.

Disse ainda aos deputados da Comissão de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias que ainda é necessário contar com horas extraordinárias, entre as quatro da tarde e as sete, porque é esse o período com mais trabalho nas cadeias.

A ministra Francisca Van Dunnem garantiu ainda aos deputados que existe cabimento orçamental para todas as horas extraordinárias que estão a ser pedidas aos guardas prisionais.

A informação mais vista

+ Em Foco

Uma semana após a extinção do incêndio de Monchique, a televisão pública esteve no barlavento algarvio com uma emissão especial sobre o cíclico flagelo dos incêndios e as alterações climáticas.

    Fãs de Aretha Franklin homenagearam a icónica cantora norte-americana em várias cidades dos Estados Unidos. A rainha da Soul morreu na manhã de quinta-feira na sua casa em Detroit.

      Uma parte central da Ponte Morandi, em Génova, Itália, desabou na manhã de terça-feira durante uma tempestade. Morreram dezenas de pessoas.

        Há uma nova rota turística pela cidade de Lisboa, baseada em memórias de lisboetas mais antigos. São beneficiários da Associação Mais Proximidade Melhor Vida.