Morreu João Calvão da Silva

| Política

|

Morreu João Calvão da Silva, ex-presidente do Conselho Nacional de Jurisdição do PSD. Tinha 66 anos. Foi vítima de cancro.

Calvão da Silva nasceu em Montalegre a 20 de Fevereiro de 1952, foi professor universitário na Faculdade de Direto na Universidade de Coimbra e desempenhou o cargo de ministro da Administração Interna no curto segundo Governo PSD/CDS-PP liderado por Pedro Passos Coelho, que durou menos de um mês em 2015.

João Calvão da Silva foi também deputado da Assembleia da República e dirigente nacional e distrital do PSD.

De 1983 a 1985, foi secretário de Estado Adjunto do vice-primeiro-ministro, Carlos Mota Pinto, no governo de Bloco Central (PS-PSD).

Depois da experiência governativa, entre 1985 e 1992, foi presidente da Comissão de Fiscalização da TAP Portugal. Entre 1992 e 1995 foi membro do Conselho Superior do Ministério Público, tendo também integrado o Conselho Superior da Magistratura, até 2009.


O Presidente do PSD, Rui Rio, já expressou condolências pela morte de Calvão da Silva, "em seu nome pessoal e em nome do Partido Social Democrata".

O corpo vai estar em câmara ardente na Capela da Universidade de Coimbra. 

O funeral realiza-se amanhã.

A informação mais vista

+ Em Foco

O antigo procurador-geral da República do Brasil revelou à RTP que já recebeu várias ameaças de morte e defendeu uma reforma profunda do sistema político brasileiro.

Quando Ana Paula Vitorino indicou Lídia Sequeira, a economista ainda era gerente da sua empresa, o que viola a lei em matéria de incompatibilidades e o dever de imparcialidade.

Em seis anos, as investigações sucederam-se, sem poupar ninguém, da política ao futebol e à banca, seguindo a bandeira da ainda procuradora geral, o combate à corrupção.

    O Conselho Europeu informal de Salzburgo tem em cima da mesa dossiers sensíveis, com a imigração e o Brexit no topo da agenda. A RTP preparou um conjunto de reportagens especiais sobre esta cimeira.