"Não há relatório oficial, não há preocupação legítima"

| País
Não há relatório oficial, não há preocupação legítima

Foto: José Sena Goulão - Lusa

O Presidente da República admite ter ficado preocupado com a notícia, na edição de sábado do jornal Expresso, de um relatório sobre o presumível furto de armas em Tancos com críticas às chefias militares e ao poder político. Mas perante os desmentidos entretanto conhecidos, não vê agora "preocupação legítima".

Marcelo Rebelo de Sousa diz que, "existindo confirmação por parte das três entidades oficiais, que afirmam não terem produzido qualquer documento", não vê "motivo para uma preocupação legitima".

A informação mais vista

+ Em Foco

Os dados do sistema de Informação de Fogos Florestais da União Europeia (EFFIS) indicam que só entre os dias 14 e 15 de outubro arderam em Portugal continental cerca de 200 mil hectares.

    Impostos, orçamentos, metas para o próximo ano. A RTP descodifica a proposta de Orçamento do Estado apresentada pelo ministro das Finanças esta sexta-feira.

      Filipe Vasconcelos Romão, comentador de assuntos internacionais, refere que o artigo 155 da Constituição Espanhola será aplicado sem que haja qualquer lei de enquadramento.

      Andrej Babiš, o vencedor das eleições de domingo, é frequentemente descrito como o "Trump checo". Mas Veronika Pehe, historiadora, prevê um certo continuismo político, acobertado com uma radicalização verbal.