Passos Coelho critica aumento nas pensões a um mês das autárquicas

| Política
Passos Coelho critica aumento nas pensões a um mês das autárquicas

A ver: Passos Coelho critica aumento nas pensões a um mês das autárquicas

No encerramento das férias políticas dos social democratas no Algarve, o líder Pedro Passos Coelho apontou o dedo ao populismo do Governo, dando como exemplo o aumento extraordinário das pensões a um mês das eleições autárquicas.

"Se fosse qualquer outro Governo a anunciar um aumento extraordinário das pensões a um mês das eleições, o que estaria a dizer-se pela comunicação social, que acusações não se estariam a lançar contra um Governo que tivesse essa audácia!" exclamou Passos Coelho num dos momentos mais aplaudidos da sua intervenção no Pontal.

O líder do PSD referiu depois que esse aumento vai ser "comido" por diversas outras medidas decididas pelo Governo. Mas "isso importa pouco", ironizou.

"Mas nunca calarão o PSD não se cansará e eu não me cansarei, de chamar a atenção para esta maneira populista, demagógica de atuar quando se está à frente do Governo".

A informação mais vista

+ Em Foco

Nas ruas das cidades angolanas, as caravanas cruzam-se em ambiente descontraído. O cenário repete-se em M'banza Congo.

Os responsáveis pelo parque prometeram valorizá-lo e vão renovar a frota automóvel e envolver operadores privados nas visitas aos núcleos de gravuras rupestres.

O maior banco francês fez soar os alarmes na Europa ao suspender três fundos de investimento relacionados com créditos nos Estados Unidos.

Natalidade, envelhecimento, turismo, agricultura, emigração, pobreza, saúde, desigualdades. A caminho das autárquicas a Antena 1 fixa o país em 20 retratos.