Presidente da concelhia do PS de Lisboa demite-se

por RTP

Davide Amado demitiu-se da presidência da concelhia de Lisboa do Partido Socialista. O também presidente da Junta de Freguesia de Alcântara foi acusado pelo Ministério Público dos crimes de participação económica em negócio e abuso de poder, num esquema que terá lesado a Santa Casa da Misericórdia em mais de um milhão de euros.

Depois das notícias sobre a acusação, Davide Amado demitiu-se mas garante que apenas o faz para impedir que os factos se transformem num ataque ao Partido Socialista.

Escreveu, numa rede social, que os factos que lhe são imputados não correspondem à verdade e que será demonstrada a completa inocência.

A liderança da concelhia de Lisboa do PS é assumida de forma transitória por Marta Temido até à convocação de novas eleições.
pub