Relvas garante fecho de delegações da RTP e fim da onda curta

por Antena1

A RTP reestruturada vai fechar delegações.

Na Assembleia da República, chamado pelo PS para falar sobre o futuro da Rádio e Televisão de Portugal, o ministro Miguel Relvas garantiu, sem quaisquer dúvidas, o fim da onda curta de rádio e o fecho de delegações.

O ministro dos Assuntos Parlamentares Miguel Relvas quer uma RTP transformada e mais moderna. Uma empresa que, em 2014, se baste a si própria com a taxa do audiovisual e o atual tempo de publicidade.

A RTP não vai poder aumentar o tempo de publicidade, disse o ministro, e justificou que não vão poder contar com ele para matar os outros orgãos de comunicação social.

A indemnização compensatória, que no atual contrato de concessão está prevista até 2019, deixa de ser paga.

O Conselho de Administração da empresa tem até 1 de março para avançar com um plano e tem que apresentar um parceiro tecnológico.