Sócrates responde a Pinhal: "pura e velhaca maledicência"

por RTP

José Sócrates negou ter interferido no BCP. Numa nota enviada à agência Lusa, o antigo primeiro-ministro acusou o ex-administrador do BCP Filipe Pinhal de ter deixado no parlamento sugestões de "pura e velhaca maledicência".

Sócrates garantiu que "nunca" conversou ou orientou o empresário José Berardo em qualquer investimento e que nunca teve conhecimento da intenção de Berardo de reforçar a posição acionista no Banco Comercial Português.

A reação do antigo Primeiro-Ministro surge depois de Filipe Pinhal ter sugerido na comissão parlamentar de inquérito à Caixa que o antigo primeiro-ministro José Sócrates influenciou o empresário José Berardo para reforçar a posição no banco, com recurso a financiamento da Caixa Geral de Depósitos.