Ogier comanda apesar da pressão de Neuville

| Rali de Portugal

|

O francês Sébastien Ogier (Ford Fiesta) segurou hoje a liderança do Rali de Portugal, sexta prova do Mundial, após 15 provas especiais de classificação, apesar da pressão do belga Thierry Neuville.

O tetracampeão e líder do campeonato do mundo, que procura o quinto triunfo na prova lusa, instalou-se no primeiro lugar após um toque do estónio e companheiro de equipa Ott Tänak, na 12.ª classificativa.

Ogier, que hoje foi o mais rápido em três troços cronometrados, detém 16,8 segundos sobre Neuville (Hyundai i20), terceiro do Mundial, que venceu duas classificativas, enquanto o espanhol Dani Sordo (Hyundai i20) segue no terceiro posto, a 51,3.

Fafe vai ser o palco das decisões da 51.ª edição do Rali de Portugal, acolhendo o quarto e último dia no domingo, a partir das 09:08, com as especiais de Fafe (11,2 km), Luílhas (11,91 km) e Montim (8,66 km), antes da segunda passagem pelo troço de Lameirinha, com o seu tradicional salto da pedra sentada, na `power stage`.

JP // VR

Lusa/Fim

Tópicos:

Dani Sordo Hyundai, Fafe, Montim, Neuville Aante, Neuville Hyundai, Ott Tänak,

Pesquise por: Dani Sordo Hyundai, Fafe, Montim, Neuville Aante, Neuville Hyundai, Ott Tänak,

A informação mais vista

+ Em Foco

Houve aldeias ceifadas e vidas destruídas. O medo viveu ao lado de histórias de heroísmo. Contamos as estórias que agora preenchem dezenas de aldeias esquecidas, muitas pintadas a cinza.

    O incêndio de Pedrógão Grande provocou a morte de 64 pessoas e deixou mais de 200 pessoas feridas. Revisitamos os últimos dias com fotografias e imagens aéreas captadas com recurso a um drone.

      É uma tragédia sem precedentes que vai marcar para sempre o país. O incêndio de Pedrógão Grande fez 64 mortos mais de duas centenas de feridos. Há dezenas de deslocados.

      Por que razão não voltou o Homem ao satélite natural da Terra desde a década de 70 do século XX? Uma das explicações pode estar na poeira que cobre a superfície da Lua.