Rali de Portugal: Armindo Araújo abre a estrada, mas descarta regresso à competição

| Rali de Portugal

Armindo Araújo, tetracampeão nacional de ralis, fez este ano um regresso ao Rali de Portugal, mas fora da competição, ao conduzir o carro `0´ com que abre a estrada para os pilotos.

"O Automóvel Clube de Portugal (ACP) fez-me o convite e nem pensei duas vezes, mas este não é um regresso aos ralis", disse o piloto à agência Lusa, rejeitando, para já, um regresso à competição.

Cinco anos depois de ter feito o seu último rali, o quatro vezes campeão nacional de ralis, de 2003 a 2006, está presente no Rali de Portugal ao volante de um Subaru Impreza, o carro `0´, que partilha com Pedro Leal, mas longe do regresso.

"Na vida nunca de deve dizer nunca, mas, para voltar, só conciliando um conjunto de condições", diz, acrescentando: "Sempre defini que o meu regresso só aconteceria se fosse para um projeto que me garantisse condições de ser um projeto ganhador, e isso não tem acontecido."

Sobre a experiência com o carro `0´, disse ser "boa e divertida", mas alertou: "Temos de ter a preocupação de ver se tudo está em condições para a passagem dos pilotos."

"O ACP está de parabéns pela organização do Rali de Portugal e o público também, já que tem tido um comportamento excecional", diz o piloto, mostrando-se esperançado que esse comportamento "se mantenha no domingo".

O Rali de Portugal termina no domingo com as últimas quatro provas especiais de classificação.

A informação mais vista

+ Em Foco

Há muitas perguntas no caminho e muitas respostas que só o caminho pode dar. Pela Última Vez - Histórias sobre o fim que não acaba é o título de uma grande reportagem de Isabel Meira para a rádio pública.

Um atentado suicida em Manchester provocou 22 mortos e 59 feridos. A explosão decorreu no final de um concerto da digressão de Ariana Grande Dangerous Woman Tour.

    Salvador Sobral em entrevista a Maria Flor Pedroso da Antena 1

    O responsável pelo arranjo da música que venceu o festival da Eurovisão é de Coimbra. Luís Figueiredo é pianista, compositor de jazz e docente na Universidade de Aveiro.